A minha História…

Era uma Vez… A Barbara Guerreiro (1/8)😍
(A minha História em 8 partes)

Novembro é o meu mês de nascimento. É o 8º mês do zodíaco, 8 do infinito, do Universo…. É no Outono quando as sementes apodrecem no chão, descendo no profundo do solo, enraizando-se durante o Inverno e preparando-se para se transformar e dar frutos, uma vida nova, um ciclo novo na Primavera…

Assim sou eu: considero-me uma pessoa profunda, que vai ao cerne das questões, que se aborrece com superficialidades, que se interessa por quem são as pessoas e não por aquilo que fazem… Gosto de saber o fundo das coisas… É como uma evidência que tinha de ser Terapeuta e ajudar as pessoas a irem às origens dos seus mau-estar

Nos próximos 7 dias, partilho contigo a reflexão que tive comigo mesma: revelo-Te mais um pouco de quem eu sou, não só para que me conheças melhor, mas também para que percebas que quando se Tem Fé, aquela Confiança na Vida e no Processo… As Coisas Boas Acontecem…

Cães não fazem Gatos…(2/8)

É sempre importante conhecer a nossa história: como se conheceram os nossos pais, fomos planeados? Fomos uma surpresa?... É que a História do nosso Nacimento vai condicionar a nossa vida e conhecer o contexto da nossa conceção faz de nós Seres equilibrados… Um dia revelo-Te como… Mas lembra-Te que se cortarmos uma árvore das suas raízes ela morre… Assim somos nós…

Mas hoje, vou contar-Te a minha história 💝 💝 💝

Começa com o Encontro dos meus Pais, como é óbvio…

No final dos anos 60, a minha mãe que é da zona de Castro Verde foi dar aulas para uma aldeia da zona de Almodovar… A aldeia do meu pai… Mas a minha mãe conheceu primeiro a minha Tia e a minha Avó… Diziam-lhe sempre que tinha um irmão/filho bom para ela… E a minha mãe não ligava nenhuma… É que o meu pai já tinha emigrado para França havia alguns anos…

Mas um dia, o meu pai veio visitar os meus avós… E foi Amor à primeira vista entre eles…

Casaram em Setembro de 1970 e lá foi a minha mãe viver para um país estrangeiro com o seu marido…

Nasce uma Boneca (3/8) 😍

Após 14 meses de casados, lá nasci eu 🤗 🤗 🤗

Digam-me lá se não era uma bébé perfeita? 💝 💝 💝 Era a boneca da minha mãe pois emigrara para um País onde não conhecia a língua, o clima frio e húmido, hábitos diferentes, passando dias sozinha pois a vida de emigrante era difícil.

Devo aqui agradecer aos meus pais terem sido uns emigrantes diferentes…: para eles, tínhamos que estar bem onde vivíamos a maior parte do tempo… Nada de estar a poupar para uma casa e um carro que só iriam ser “usufruídos” 1 mês por ano…Isso seria o extra…

Fui uma criança feliz até aos 4 anos, apesar da saúde frágil (tive a minha primeira crise de asma aos 8 meses de idade, a partir daí, foi quase sempre semanal…): a morte do meu irmão… A partir daqui as coisas mudaram para mim, tornei-me uma criança “séria”, atenta às coisas à sua volta, desconfiada pois tinha aprendido que o mundo podia mudar dum minuto para o outro sem aviso…

Hoje, após algumas sessões de Desbloqueio de Traumas® e Hipnose, estou livre da Asma, o meu sistema imunitário está mais forte do que nunca e sou capaz de ajudar pessoas a se libertarem de traumas ligados ao luto e muito mais…

Recordo-me no entanto desta pequena infância com muito carinho pois passava os 3 meses de férias em Portugal (o que me vale um português perfeito sem sotaque, mesmo que no que respeita à gíria é mais complicado…): estou enriquecida por ter experienciado a vida ultra-moderna duma cidade na Europa e a vida do campo onde nem luz nem água corrente tinha no monte alentejano: passava duma vivência de carros e trânsito para um ambiente rodeado de animais, de pão cozido no formo, das torradinhas de pão caseiro tostadas ao calor da brasa que a minha avó me fazia, dos queijinhos de cabra que ela preparava com as suas mãos, os jantarinhos de grão cozinhados numa panela de barro ao lume do fogo da lareira… Nem imaginam a alegria e o calor que estas lembranças me trazem… Foram os melhores momentos passados…

O Blackout Quase Total… (4/8)

E de repente aos 10 anos entro para a escola dos grandes, o Colégio (acho que em Portugal corresponde ao 6º ano…)

Começou para mim um período da minha vida negro… Confesso que me lembro de muito pouca coisa… apenas duma adolescência muito perturbada… Basta dizer-Te que fui anoréctica durante mais de 5 anos (média de 35 kg para 1,58cm)… Hoje sei que rejeitava a Vida mas sobretudo rejeitava-me a mim mesma…

A minha sorte? Era inteligente, sempre fui boa aluna e concentrava toda a minha atenção para os estudos… Existia porque era das melhores da Turma… Mas… estava muito isolada à mesma… Ninguém gosta dos marrões…

Apesar de ter poucas lembranças deste período, um episódio que me marcou: ganhei o 1º premio de Biologia dum Concurso Inter-Turmas do Colégio… Um Livro sobre o Corpo Humano 🤗 🤗 🤗 Eu que queria ser médica, devorava o livro, decorava tudo sobre o funcionamento do corpo, aprendia e preparava-me…

Ao mesmo tempo, já sabia estar conectada com o Divino, a minha Espiritualidade… Descobria que tinha “Dons” mas estava com medo… Já me sentia diferente, uma outsider, isolada… Tinha Fé… Só não tinha Consciência em quem ou o quê…

O Despertar da Mulher (5/8)😊

Esta década da minha Vida é marcada pelo meu Renascimento para a Vida…

Começou com a minha vida de Estudante Universitária: infelizmente não pude seguir o meu sonho de ser médica… pois não consigo ver Feridas Abertas… Tive de integrar outra área… Para onde é que uma pessoa vai, quando o seu sonho vai por água abaixo? Resolvi seguir línguas… E no meu percurso, ganhei uma Bolsa Erasmus e várias outras bolsas, nomeadamente uma que me permitiu vir dar aulas de francês em Portugal…

Resolvi estabelecer-me em Portugal pois as perspetivas de trabalho em França eram muito limitadas… e eu queria chegar ao Céu… Não só iria estar a desenvolver a minha espiritualidade (Portugal estava e ainda está em certa medida muito à frente em relação a outros países da Europa…) mas também iria aprender a conhecer-me longe da minha família… Quando estás sozinho(a) num país ou numa região em que não conheces ninguém… deixas de ter a mamã e o papá a protegerem-te…. Ou acordas para a Vida ou….

Comecei a descobrir quem eu era e na realidade a minha maior descoberta foi: eu sou diferente do que descrevem de mim… Apercebi-me do condicionamento social… Deixamo-nos aprisionar pela opinião que os outros têm de nós… Longe dessas crenças limitantes, podia finalmente descobrir o Ser Humano no fundo destas camadas acumuladas ao longo da vida…

O Peso da Pressão da Sociedade (6/8)

Comecei a década dos 30 a chorar!!! Para mim foi um choque… Deixava de ser aquela jovem para me tornar aquela mulher e sentia um peso em cima… Sentia que a Sociedade esperava de mim ser um boa profissional (Ter um bom emprego, uma boa situação…), que encontrasse “O” parceiro certo para casar (senão ficava “encalhada” ou era porque tinha um “problema”), que tivesse filhos de preferência um casal, que comprasse casa….

STOP !!!

Eu queria tudo menos isso!!! Bem o parceiro sim, mas casamento não…

A única coisa que me importava era SER eu, e não Parecer….

A questão da maternidade teve que se colocar para mim aos 35 anos… nós as mulheres temos um prazo de validade, quer queiremos quer não… Podem dizer que podemos ser mães aos 45/50 anos… Tudo bem, mas para mim isso não faz sentido… E aos 35 tive de me retirar e refletir com o Coração se queria mesmo ser mãe porque sem parceiro, teria que equacionar outras hipóteses… Contudo para mim foi muito claro: a minha missão era Ajudar outras pessoas… Nunca o poderia fazer se tivesse filhos. Se engravidasse, a criança seria muito bem-vinda, mas não tinha que estar à pressa para um projeto bebé…

Tinha muitas outras aventuras por viver mas o pior estava por acontecer…

Assumo Quem Sou (7/8)

Perdi TUDO: Amor, Dinheiro, Carro, Empresa, Dignidade, Amor-Próprio, Sonhos….

Foi um período muito difícil, dum dia para o outro o meu mundo desabou tal um castelo de cartas…

Mas… Em boa Escorpião que Sou, e Tal como a Fénix… Renasço das Cinzas…

A Celebração dos 40 anos foi o meu Agradecimento à Vida e ao Universo: Tinha caído fundo, mas as pessoas certas apareceram na minha Vida, novos amigos, novas Crenças, novas Vibrações… onde o Amor Universal, a Entrega genuína, a Ajuda verdadeira surgiram…

Foi preciso eu cair muito fundo para Descobrir a minha LUZ e o meu Brilho… a minha Força interior

Honrar QUEM eu SOU

Quanto maior a Luz… Maior a Sombra…. E a minha tinha sido muito grande logo… The best is yet to come…

Podia ter ficado no papel da “coitadinha” mas eu Escolhi Viver e encontrar o meu propósito!!!

Segui o Apelo da minha Alma, do meu Coração, do meu Divino…

E a partir daí, o meu caminho foi abrindo, encontrei as pessoas certas no momento certo, as oportunidades apareceram no momento certo, tudo fluí… Estou na Minha Missão!!!...

Afinal, tudo o que vivi no passado foi uma aprendizagem para eu ter bagagem para ajudar o maior número de pessoas possível: pessoas com problemas de saúde, luto, peso, mau-estar de viver, problemas financeiros, amorosos, tentativas de suicídio, auto-estima…

Afinal conseguia perceber a dor de cada um…

E quem sabe… possa inspirar outras pessoas…

Ainda tenho metade da minha Vida para desfrutar…

Hoje, 08/11/2021, Cheguei aos 50 anos… (8/8) 🎉

Mais do que um número … é uma forma de Estar…

É que cheguei aos 50 mas tenho uma mentalidade de 20 … Tenho ainda mais Sonhos por Realizar, Vontade de Viver, Vontade de Ajudar, Desejo de Contribuir para um Mundo Melhor… e sobretudo uma FÉ inabalável na Vida…

É uma Bênção chegar aos 50 e sentir-me resolvida com o meu propósito, alinhada com a minha Missão, agradecida pela saúde e pelas oportunidades da vida…

Está tudo a correr bem?...

Claro que não, também tenho momentos menos bons mas o que SEI é que tenho em mim TODAS as FERRAMENTAS para me reinventar em todas as circunstâncias…

Hoje AJUDO pessoas a descobrir as suas próprias Ferramentas…

O Universo é o Limite…

Continua… aqui e agora… e para a Eternidade…

Quero ser informad@ das próximas ações Shankara Therapies